Açúcar no café? Será?

Café sem açúcar? Eu até tento mas consigo não viu! Aí pensando em cuidar do corpo (estética), mudei para o adoçante, e colocava adoçante no cafezinho, no suco e tal! Comecei a ler e me informar que várias pesquisas apontam que o adoçante é muito nocivo para a saúde, mesmo representando um ingestão menor de calorias, fora que o gosto, que é bem ruim, né?

Ainda tento me adaptar ao gosto natural das coisas e o café – sem adoçar – é uma luta. Quando acompanhado de algo doce – umq torta, perfeito, mas ele sozinho, ainda não me adaptei e nem sei se consigo/quero.
Vendo uma matéria bem legal no programa Bem Estar da TV Globo, vi sobre açúcar orgânico e mascavo, que não diminuem as calorias mas são produtos muito melhores para saúde, não são tão processados, são semi refinados e ainda trazem alguns benefícios para quem ingere, como vitaminas e minerais! Pode parece papo bobo, mas pense que se você ingere muitos cafezinhos por dia no seu trabalho, o número de açúcar ingerido também pode ser bem alto e maior o risco para a saúde, principalmente se o uso do adoçante ultrapassar o recomendado e para saber o seu limite diário, um nutricionista pode te ajudar.

Bom, com 30 arrebentando a porta da gente, eu tenho ficado mais atento a esses detalhes que fazem parte do cotidiano, do dia a dia e que representam uma mudança muito positiva à saúde. Nessas pequenas mudanças que tenho adotado meu novo cotidiano, nesse caso reduzindo o açúcar refinado por outras opções, além dos citados, o mel, que é natural e traz outros benefícios à saúde, porém não será comum encontra um melzinho para adoção o café em qualquer estabelecimento, certo?

Açucares mais comuns nos estabelecimento, e claro, no mercado nosso de todo mês:

Orgânico (É o que tenho utilizado com maior frequência, custo dele em média R$ 5,00)
É diferente de todos os outros tipos porque não utiliza ingredientes artificiais em nenhuma etapa do ciclo de produção, do plantio à industrialização. O açúcar orgânico é mais caro, mais grosso e mais escuro que o refinado, mas tem o mesmo poder do adoçante.

Mascavo
É o açúcar bruto, escuro e úmido, extraído depois do cozimento do caldo de cana. Como o açúcar mascavo não passa pela etapa de refinamento, ele conserva o cálcio, o ferro e os sais minerais. Mas seu gosto, bem parecido com o do caldo de cana, desagrada a algumas pessoas.

Refinado
Também conhecido como açúcar branco, é o açúcar mais comum nos supermercados. No refinamento, aditivos químicos como o enxofre tornam o produto branco e delicioso. O lado ruim é que esse processo retira vitaminas e sais minerais, deixando apenas as “calorias vazias” (sem nutrientes).

Cristal
É o açúcar com cristais grandes e transparentes, difíceis de serem dissolvidos em água. Depois do cozimento, ele passa apenas por um refinamento leve, que retira “só” 90% dos sais minerais. Por ser econômico e render bastante, o açúcar cristal sempre aparece nas receitas de bolos e doces.

Fonte: Mundo Estranho

Fica a dica para vocês, mudem a opção de açúcar, mas dá uma pesquisada blz? Deixo um link com algumas informações: Clique AQUI.