BOTOX! A melhor alternativa para a fase dos 30?

Após 2 anos de tratamentos estéticos intensos, me rendi ao botox!

Apesar de não ser contra o procedimento, afinal ele ajuda e muitoooo, eu sempre fui muito resistente ao procedimento, por dar preferência à tratamentos que estimulem o colágeno, como a radiofrequência e o microagulhamento. O botox acaba sendo uma excelente alternativa às rugas e as marcas de expressão, que ainda não se desenvolveram nos meus 33 anos, mas sei que estão por vir e por isso sempre a recomendação pelo botox preventivo.

Meu medo de agulhas retardou o processo e o sucesso do tratamento com a radiofrequência, que deu um outro aspecto para meu rosto, me fizeram optar por não fazer. Mas o que mudou?

Com a intensidade dos meus treinos, que subiram de 3 a 4 vezes por semana para 6 e com maior peso e cárdio, meu rosto sentiu o impacto, perdeu gordura e o aspecto de cansado (aquele rosto caído) se fez presente. A radiofrequência ajudou e muito no combate à flacidez, ativando os músculos faciais, mas ainda assim não fiquei muito feliz, afinal o corpo ganhou forma mas o aspecto envelhecido do rosto se fez presente.

A minha questão com o botox é básica, aplicar no estúdio da @anapradoesteticaebeleza em pouco pontos, como a meta de trazer ao rosto uma solidez, deixa-lo mais firme e evitar essa caída, que se atenua no final do dia. A aplicação foram em 6 pontos, com um intervalo de 15 dias para analisar a necessidade de novas aplicações.
.
Como ficam os demais tratamentos? Infelizmente a radiofrequencia será deixada de lado, pois ela prejudica o botox. Os demais tratamentos, como peeling, limpeza de pele e eletro lifting manteremos nas mesmas intervalos e aplicações.

Não ter medo de procedimentos, procurar um profissional experiente e que atenda as suas necessidades, faz a diferença na busca por resultados e que represente o seu bem-estar!