DIETA x BEBIDA: Coisas quase impossíveis de relacionar, mas temos algumas dicas!

Trocar a cerveja pelo destilado e a atenção ao consumo que acompanha a bebida estão entre as prioridades

BEBIDA x DIETA: Duas combinações bem difíceis de serem pensadas juntas e os motivos são muitos. Eu sigo uma dieta idealizada pelo nutrólogo Dr. Lucas Penchel e os resultados eu vivo compartilhando por aqui. Minha vida tem sido outra após readaptação alimentar e os beneficios eu sinto no sono, na digestão, no humor e claro, no corpo!

Porém eu ainda esbarro no final de semana, beber com os amigos e ter uma vida social. A dieta, no meu ponto de vista, não pode atrasar os relacionamentos, te transformar em uma pessoa chata, que vive para o corpo e esquece desses momentos. Logo, o nutrólogo abordou o tema e o como não desequilibrar tanto a dieta ao sair e curtir um barzinho ou balada!

CERVEJA: O preferido de todos é também o menos recomendado segundo o post. Possuí um elevado teor calórico, além da questão da diurese, você não para de ir ao banheiro e com isso elimina eletrólitos, vitaminas e sais minerais. Ainda segundo o Dr, o dia pós balada vem acompanhado de hipoglicemia e compulsão alimentar, seu corpo “clama” por reposição de glicose. Mas como fazer?

O DR. chama atenção para algumas questões, primeiro escolha 1 dia da semana para sair, de preferencia o sábado, tendo assim o domingo para se recuperar. Escolha bebidas destiladas como o GIN, que é o menos calórico entre elas e que possuí alguns benefícios em sua composição, como o zimbo, benéfico para o sistema digestivo. Por ter maior concentração de álcool, o consumo do GIN é menor, o que ajuda a manter mais equilibrada a dieta! Saque e vinho tinto, também são boas opções.

O problema não está apenas na escolha da bebida, mas também em seu acompanhamento, como nos energéticos e o açúcar, comum em uma boa caipiroska, por exemplo. A dica é sempre avaliar o consumo e pensar no resultado de esforço perdido (o que eu tenho feito). Lucas Penchel ainda indica o consumo de água alternada às bebidas e o consumo de proteínas no pré-balada, evitando aquela fome no meio da madrugada que vai acabar em um fast food 24hrs.

“Prefira alimentos ricos em proteínas (preferencialmente peixe e ovos), de baixo índice ou in natura. Se possível, opte por vinho ou drinks sem açúcar(gin, vodka) com frutas (limão, morango, acerola, maracujá)”, Finaliza Penchel.