Por que enaltecemos Anitta e depreciamos o trabalho de Claudia Leitte?

As cantoras são as brasileiras que lutam por visibilidade internacional

Por Pedro Pitanga

Claudia Leitte e Anitta vivem a internacionalização de suas carreiras e ambas com apoio de suas gravadoras, como já aconteceu no Brasil em 2002, na época com Sandy & Junior, febre brasileira que ganhou prioridade máxima na Universal Music para lançamento internacional.
Muito se fala de Anitta representar o Brasil, o lançamento de “Paradinha” foi um acontecimento no Brasil, mas fora foi apenas mais uma latina tentando espaço em um cenário dominado por nomes como Shakira, Thalía e Paulina Rubio, alguma delas com mais de 4 décadas de sucesso. O México tem exportado os principais nomes do pop latino e porque o Brasil não pode apoiar a internacionalização de mais nomes?

A questão não é nem o lançamento do single de Anitta e sua “Paradinha”, mas a pergunta é: Por que não demos a Claudia Leitte o mesmo voto de confiança que damos a carioca vinda do funk? Muito se fala sobre Anitta ter introduzido a música em espanhol no Brasil na atual década, mas antes de “Sim ou Não” virar hit no Brasil, Claudia Leitte já tinha enfrentado a massa e as rádios com o lançamento de Corazón (um dos temas do carnaval em 2016, que trazia a colaboração de Daddy Yankee, um dos nomes por trás de “Despacito”) e o texto nas redes sociais eram os mesmos: Como ela quer conquistar o mundo cantando em espanhol? O hit não teve as mesmas proporções de “Sim ou Não”, que também ganhou o reforço de um dos nomes mais influentes no cenário pop em espanhol, mas figurou nas rádios e abriu espaço para futuros singles, incluindo o sucesso da colaboração de Anitta para J Balvin, lançada um mês depois.

O boom latino é presente no mundo inteiro e hits como “Despacito” (Luis Fonsi ft. Daddy Yankee), “Mi Gente” (J Balvin), “Vente Pa’ Ca”(Ricky Martin Ft Maluma) e “Desde Esa Noche” (Thalia ft Maluma), dominaram os charts na América Latina e abriram espaço para novos nomes surgirem e aí que entra Claudia Leitte e Anitta. De olho nesse mercado, a edição americana da Billboard destacou os lançamentos de “Sua Cara”, que incluí ainda Pabllo Vittar, e o atual single “Baldin de Gelo” de Claudia Leitte, que faz mistura do espanhol com o português e antes que critiquem, um single com dois idiomas é comum no mercado latino, Thalía e Becky G, assim como Prince Roys com Jennifer Lopez, utilizam do feito para ampliar seus mercados.

A questão é simples, o preconceito por trás do nome de Claudia Leitte é puramente uma ignorância de algumas pessoas, que por um preconceito velado, desvalidam o feito de uma brasileira para valorizar o mercado internacional, ou já esquecemos da Copa do Mundo? Quando ao invés de celebrarmos Claudia Leitte na abertura do mundial, vangloriávamos Jennifer Lopez e queríamos Shakira no mundial, agora será que na Colômbia vão pedir Anitta?

O que precisamos é aceitar que do mesmo jeito que o México tem nomes como Thalía e Paulina Rúbio, o Brasil pode exportar Anitta, Claudia Leitte e Pabllo Vittar, basta antes de tudo o brasileiro reconhecer o talento de cada uma. E a atenção é válida, afinal com todo investimento da Warner Music em “Paradinha”, foi Maite Perroni, também da gravadora, que estreou com Loca na lista pop da Billboard Latina, por isso a atenção!

E onde entra Sandy & Junior nisso? É incrível como memória do brasileiro é curta e por isso alguns cuidados são necessários para não criamos expectativas e gerar pressão no artista que amamos. Com sucesso tão grande como Anitta ou ainda superior, afinal vender 1 milhão de CDs em dois dias, não sabemos se pode ser comparado, mas a questão é que do mesmo jeito e com uma estratégia tão boa quanto, o brasileiro viu o sonho da internacionalização de Sandy e Junior naufragar, e lembre-se Sandy também havia gravado como um dos nomes mais influentes da América Latina, Enrique Iglesias e fez sucesso também na parceria com Andrea Bocelli. Outro nome que figurou forte foi Alexandre Pires, que entrou para o TOP 10 da Billboard Latina com alguns singles em espanhol, lançou seu CD e esteve nas principais premiações nos EUA. Veja o histórico do cantor na Billboard Latina.

Anitta vem aí para lutar por seu espaço, mas acreditem, nomes como Claudia Leitte já estão na estrada há um tempo e merecem nossa atenção.